vermelhos

projeto realizado em Oficinas do Convento . Montemor-o-novo, Portugal
exposição na galeria BLAU Projects . São Paulo, Brasil

A instalação Vermelhos mostra algumas das peças realizadas durante projeto Vermelhos em Montemor-o-novo, Portugal. Convidou-se a comunidade local e colaborar como modelos para a moldagem de peças em cerâmica, em ação que remetesse à feitura colonial de telhas moldadas em coxas de escravos, prática realizada em Portugal e no Brasil, segundo alguns pesquisadores, ou ao menos segundo a crença popular. A partir de argilas confeccionadas para a ocasião, com barros da região, nas cores preta, branca, vermelha e amarela, foi solicitado aos colaboradores que realizassem a mistura das argilas, procurando assemelhar a cor final à cor da própria pele. Num processo de 3 dias de encontros, pernas de portuguesas e portugueses, e de estrangeiras(os) foram moldadas. Após secagem, queimadas as telhas-coxa, o conjunto antes colorido se aproxima majoritariamente da cor de pele endereçada aos indígenas nas Américas: o vermelho. Na galeria a montagem se deu a partir do espaço endereçado em coletiva. As peças são conjunto e solos, simultaneamente. Este projeto está em andamento, e pretende ser desdobrado adiante, em feitura de muitas, muitas coxas-telhas.
curadoria
natália quinderé

fotografias
Letícia Ranzani




























vistas da exposição na Galeria Blau Projects . São Paulo


colaboradores
coxas
Ana Pinto Basto
Gabriella
Gilkka Gy Delle
Katarina Hudacinová
Lamine Carvalho
Mariana Stoffel
Mãe
Nélia Martins
Paulo Morais
Robert Szabò

agradecimentos
Mafalda Sofia Rosário; Sergio Carronha; Tomas Roubal; Ana João Almeida; João Henrique; Tiago Fróis; Virgínia Fróis; Joaquim Pimentão; João Sofio; Rui Cacilhas; Pedro Grenha.

agradecimento especial
Oficinas do Convento
© 2019 Paula Scamparini